Pesquisar este blog

22 de jan de 2013

O sol e o despertador _ por Lucas Gonzaga




por Lucas Gonzaga

Corram todos
Unam-se diante dele
Esqueçam-se de sua cadeia alimentar  
Por um breve momento
Todos serão iguais.

As folhas já começam a dançar
Pois os primeiros raios começaram a chegar,
Os deuses negros festejam cantarolando  nas árvores
A relva e todo capim estão a se eriçar.

Todos os animais e seres estranhos
Os quais não conheço,
Sobem agora neste exato momento
Nos mais altos pontos
Desta verde imensidão,
No cume das montanhas
Felizes com a chegada
Deste diário e suntuoso evento!            

A cada minuto que passa
Menos escuro fica,
E mais perto chega
O momento do parto
Do grande universo (ou multiverso?)
Onde  ninguém fica de lado
Todos são cobertos por este deus
Belo, sobrepujante, majestoso e dourado.

E treme exultante toda a terra
Sentindo o calor carinhoso e por vezes impetuoso deste ser regente
Esperando também o acordar de toda essa gente,
Até mesmo o ser mais abissal torna-se ser comovente
Pois a chegada desta força retumbante
Faz o dia, sem que percebam, um tanto quanto descente, resplandecente!

Toda natureza move-se agora,
Ritualisticamente em sua direção,
Cada qual com sua dança,
Emulando sagrada energia
Com seus corpos vibrando
Pois vem ele, o grande
O ser exuberante,
O grande sol,
A grande estrela está chegando para todos envolver.

E enquanto isso
Mais um João qualquer acorda
Batendo em seu despertador que toca e toca
Reclamando do trim-trim que ele faz
Simplesmente dizendo:
_Que merda este sol batendo em meu rosto,
Que merda de ter que acordar,
Que merda deste sol maldito,
Calhorda.

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores


Mais Jogos no Jogos Online Grátis - Jogos de Meninos