Pesquisar este blog

30 de ago de 2012

Como havia sonhado _ por Lucas Gonzaga







por Lucas Gonzaga

Sabe quando a gente acorda, um acordar sem abrir os olhos, ainda descansando, e sente não estar em casa? Sente algo diferente no ambiente mesmo sem tê-lo visto, um lençol e um colchão que não é seu, aliás, bem gostosos de sentir, e sentindo-os fico a sorris ainda com os olhos fechados. Porém, como ainda estamos meio que acordados e meio que dormindo ao mesmo tempo, é provável que pensemos bem rapidamente que pode ter sido apenas mera impressão.

Duas coisas, apenas duas me chamaram atenção, fazendo assim com que fosse desfeita esta ilusão de ter achado que era tão somente um aboba impressão: uma é o ar que eu respirava. Como assim, poderia alguém me perguntar. Explico! É aquela coisa de que quando vamos a uma cidade diferente sentimos um ar diferente... será que só acontece comigo? É, eu sentia não estar no Rio de Janeiro ou arredores, parecia ser um lugar muito diferente desses. Recordava-me de um ar do tipo serrano, mas não era de Petrópolis, Itaipava ou Friburgo. Sim, percebo, era um lugar de frio, entretanto ainda me encontrava exausto demais para levantar, o mínimo que fosse, minhas pálpebras. Vinha-me à mente apenas que na noite anterior eu tivesse ido a uma festa de casamento, mas interessante, não lembrava bem de quem. Então é isso, caso resolvido, pensava eu, viajei à uma outra cidade, sei lá onde,  para comparecer no casamento sabe-se lá de quem. O que importava era que eu precisava dormir mais, porque o corpo pesava demasiadamente para continuar pensando em coisas de quaisquer ordens ou afins.

 Enquanto eu pensava nisso e deixava o sono me levar de volta ao inconsciente, fui interrompido com um carinho leve, doce e sobrenatural em meu rosto. Passou-me uma ternura e amor que tanto me fez bem quanto me espantou. Onde eu estava? Quem era essa? Não parecia a mão da minha mãe! Que mãos delicadas! Saltei assustado, mas em menos de um segundo lá estava eu às gargalhadas! Eu havia ido, na noite anterior, em próprio casamento! O que a exaustão não faz com a gente... minha princesa levou um grande susto por causa maneira abrupta com que acordei, mas logo também estava gargalhando juntamente comigo, sem entender o porque de eu estar rindo. Entendeu menos ainda quando me viu as pressas pondo o roupão e correndo, apenas ouviu “Não sai daí, me espera, não levante da cama”.

Nossa, ensaiei esta cena em minha mente por anos: levar o café da manhã para minha esposa na cama, quando eu tivesse uma (e agora tenho!), do jeito que uma princesa merece. Pronto, estava tudo perfeito onde eu havia combinado com a moça do serviço de quarto. Coloquei o dedo indicador de lado no copo de suco para sentir, sim, ainda estava gelado, parecia que quem trouxe havia deixado alia pouco tempo. Pensando bem, não errei como tinha pensado, apenas me atrasei um pouco, tudo poderia ocorrer ainda como o planejado. Espero agradá-la, que seja significativo para ela. Da cozinha falei “Amor, já veio aqui hoje?”, me respondeu que não: ótimo assim!


De volta ao quarto a vi na cama, sentada encostada na cabeceira com as pernas esticadas sobre o colchão e edredom cobrindo até a cintura. Que visão linda, tão exuberante que os olhos enchem de lágrimas neste momento, para ficar ainda mais fofo, ainda estava com aquele rostinho de sono e sorrindo também, percebo, lacrimeja como eu. Posicionei a bandeja de cama, tirei do frigobar o chocolate Do Jour que comprei com todo carinho - espero que ela goste -e abrindo o armário, mostrei as dezenas de roupas que havia comprado, claro, com ajuda da mãe e de uma amiga dela. Será que faltou ter providenciado alguma coisa para que tivesse ficado ainda melhor, passou-me rápido esse pensamento pela cabeça, mas logo passou após ter visto a expressão de felicidade do meu amor. Tenho bom gosto a respeito de roupa, apenas não tenho noção de tamanho, essas coisas assim.... se eu tivesse comprado sozinho as roupas certamente teria que troca tudo, ou quase tudo.

Sim, era lá que me encontrava, para mim a cidade mais linda do Brasil, Gramado, como havia sonhado: realizar o sonho de quem amor é meu sonho!

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores


Mais Jogos no Jogos Online Grátis - Jogos de Meninos