Pesquisar este blog

4 de mai de 2012

Meu presente: a ausência de um certo passado_ por Lucas Gonzaga





por Lucas Gonzaga

Distantes;
Nosso Ser antes juntos, hoje não mais se coadunam.
Conflituosos;
São nossos corações.
Saga;
É a nossa história de amor.
Amigo teu;
Este sou eu, sempre pronto a te ajudar.

Chega a data do dia em que nasci
E cismas tu em quer presentear-me.
Digo-te para que antes de dormir
Ponha-te a pensar,
Que o maior presente tu não podes me dar.

Queres me presentear, sim, entendo.
É o que qualquer pessoa faz
Quando aparece a data do dia de nascença
De alguém que conhece.
Isso o faz qualquer pessoa.

Mas tu não foste uma qualquer pessoa a mim.
 Tu foste o meu tudo,
Teu rosto era onde eu queria estar
Quando morresse.
Lembra que te disse isso?
Te disse porque foi o que mais almejei!
O maior presente que poderias me dar
Seria voltar ao tempo
Evitar a morte minha.
Morte que tu mesmo me causaste.
Seria este o presente meu:
Ao comemorar o dia em que nasci,
Voltar o tempo, não mais cometer o que fez,
E assim, somente assim,
Evitará a causa de minha morte,
O dia em que eu morri.

Que o presente meu
Seja o extermínio
De um fato do passado teu. 

Sabes bem que sou utópico, sonhador.
Por isso escrevo coisas impossíveis.
A literatura: poesia,conto, romance,
É meu lugar para isso.
Como não podes fazer o que pedi,
Poderíamos ao menos estarmos juntos nesse dia.
E, ao menos nesse dia
Esquecer do nosso fim
E viver mais uma vez
O grande sonho
Que enquanto juntos estávamos,
Estávamos vivendo.

Depois disso
Viverá em minha mente,
Somente em mim
E não mais em outro lugar.

Amo-te de minha alma toda!   

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores


Mais Jogos no Jogos Online Grátis - Jogos de Meninos