Pesquisar este blog

13 de dez de 2011

Odeio gordas! _ por Lucas Gonzaga





_ Meu amor, eu já disse que é assim que gosto de você, teu corpo me agrada desse jeito, cheinha do jeito que é... Sinto tesão por você justamente assim é de minha preferência.- Dizia o jovem rapaz já bem cansado de tanto repetir. Mas não conseguia convencer sua namorada. Ela... chorava que chorava, o xingava, chamava-lhe de mentiroso. Acalmava-se num momento, agitava-se de maneira descomunal em outro. No fim das contas deu as costas ao rapaz em lágrimas e correu... correu... correu pensando na mãe em direção a sua casa para encontrá-la.

Possuída de um ar malicioso. Carrega com uma expressão de quem conhece o assunto de outros carnavais. Afirmava para a filha movendo o dedo indicador fazendo com ele um sinal de “Não”:

_ Não, não, não... –Movia-se para um lado e outro enquanto falava- ele fala isso para te agradar, minha filha, ou melhor: Te enganar! Não se engane, deixa só passar uma magra na frente dele para ver se num fica olhando! Na frente ele diz que gosta de gordinha, por trás chama magra até de “Gostooooosa!”, daquele jeito que esse imbecis falam!

E a menina punha-se a debulhar em lágrimas. Seu rosto gordinho já estava até inchado de tanto chorar.


Padrão de beleza na Idade Média
_ Ó, meu amor, por que tu não acreditas que amo as magras? Meu bambuzinho, minha veretinha... É assim que gosto! Encostar em teus ossos, sentir tuas costelas! És linda!- disse o rapaz com paixão, fulgor e brilho no olhar, tamanha a admiração.

_ Não mintas para mim... Tu gostas de uma gorda, de uma rechonchuda, das delicias saltitando, do o balançar do corpo. Pareço que estou doente sendo eu magra. Não mintas... Isto é pecado. É um espírito maligno em ti. Estás rindo? Não vês como realmente é um espírito maligno?  Todo gosta de gordas, não mintas! Aqui na minha frente tu dizes que gosta de mim magra, quando estás a passear pelo jardim, deveras que deves de olhar para uma gordinha!

_ Maria Josefa! Lembra-te do respeito que tem as mim como mulher minha! Tens de acreditar no que lhe falo: gosto de você magra e odeio gordinhas! Não suporto gordas!
 
Padrão de beleza? Quem dita as regras, quem influencia o gosto? É coisa inerente a mente de homens e mulheres? Realmente você acredita assim? Não acha que é cultural? Se acha que isto é algo inerente aos homens ou mulheres, então que me diz das pessoas da idade média? Estariam eles doentes? Os padrões mudam, não há modelo fixo, não crie teu filho ou filha incutindo gostos e preferências inconvenientes, não ensine errado ao teu aluno!

Lucas Gonzaga

4 Comentários:

Anônimo disse...

está provado q certas relações numéricas entre as diversas partes do corpo e outros traços atraem mais. de facto não depende da gordura. ver por exemplo, o livro - porque as mulheres dos ricos são belas.
José Lacerda Fonseca

Preso por fora disse...

Valeu pela dica!!!!! Abraços Seu José!

cleide disse...

Os homens normalmente são atraídos pela visão, pela sensualidade, este talvez seja o grande problema, e desafio, a primeira vista, não querem saber se a outra pessoas é legal, boa, justa, ou seja lá o que for. Quem não tem o esteriótipo de beleza, sabe do que estou falando, a mulher é mais racional, vai pela voz, por atributos diferenciados, pela admiração, postura, etc. Por outro lado os grandes personagens que ditam moda ou tendencias não são necessariamente mulheres. Eles se tornam escravas de um estigma. Antes não encontrava roupas para meu manequim, eu era extremamente magra. Agora não encontro para o atual. O que felizmente está mudando, mas só na vitrine das lojas. A mulher é constantemente atingida por um sem número de exigências que tornam sua vida ainda mais difícil. E por isso mesmo admiravel.

thais villalba disse...

Reli esse texto depois de muito tempo!!!!!! ele é muito bom......... puts!!!!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores


Mais Jogos no Jogos Online Grátis - Jogos de Meninos