Pesquisar este blog

14 de set de 2011

Tropa de choque para privatizar a saúde _ Fora Cabral








Tropa de choque para privatizar a saúde

E-mail Imprimir PDF
          Com o apoio da tropa de choque da Polícia Militar e a subserviência da bancada governista na Assembleia Legislativa (Alerj) o governador Sérgio Cabral conseguiu aprovar nesta terça-feira (13), seu projeto de privatizar a saúde pública no Rio, através da entrega da gestão de hospitais estaduais às chamadas Organizações Sociais (OSs). Quarenta e nove deputados aliados do governador votaram contra a saúde pública estadual, garantindo a aprovação do projeto. Ficaram contra a proposta de Cabral 12 parlamentares, entre eles a deputada Janira Rocha (PSOL).

       Servidores da saúde e representantes de movimentos sociais foram impedidos de entrar nas galerias da Alerj para acompanhar a votação. Centenas de manifestantes que se concentraram do lado de fora do Palácio Tiradentes protestando contra o projeto foram agredidos por policiais militares com cassetetes e gás de pimenta.

       Em seus discuros durante a votação Janira voltou a criticar a proposta do governador, classificando o projeto de “muito ruim”. Citando dados de um relatório analítico elaborado pelo Departamento de Políticas Públicas da Uerj e da USP,  sobre OSs que já vem gerindo hospitais públicos em outros estados, Janira mostrou os prejuízos que vem sendo causados “à sociedade, aos trabalhadores e ao erário, por parte das Organizações Sociais”.

        “Os custos nos hospitais onde as OSs existem são 50% maiores aos cofres públicos do que nos hospitais onde elas não existem. Existe hoje um rombo acumulado nas OSs, de  R$ 148 milhões. Oitenta por cento  dos hospitais geridos pelas OSs estão no vermelho. A CGU, a Receita Federal e o MPF descobriram desvio de uma única OS no Estado de São Paulo no valor de R$ 300 milhões”, disse Janira.

        Para ela, quem vai pagar a conta destes desvios de recursos públicos será a população. “Quem vai pagar é o povo. Quem vai pagar pelo que foi votado aqui hoje é o povo pobre”, afirmou Janira. Ela se solidarizou com os manifestantes agredidos pela tropa de choque. “Eu me solidarizo com as pessoas que estão lá fora e que hoje foram impedidas de entrar nesta Casa, e que foram recebidas a bombas pelo BOPE e a toque de cassetete. Porque além da dor e da porrada que levaram, tem também a dor de perder a saúde pública para suas famílias, para os seus filhos e para as pessoas mais pobres da população”,afirmou Jabira.

     Janira defendeu que o governo deveria ter realizado um plebiscito, “para perguntar ao povo do Estado do Rio de Janeiro se ele estava de acordo” com a proposta de  privatização da saúde. Para Janira, a aprovação do projeto das OSs com o apoio da tropa de choque da PM, “demonstra a falência da política do governo, a falência da política da saúde”.

Do site da Janira Rocha 

Observem ao final do vídeo um policial, cumprindo ordens, aparentemente segurando o seu choro.

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores


Mais Jogos no Jogos Online Grátis - Jogos de Meninos