Pesquisar este blog

30 de mai de 2011

Minha Gente _ por Lucas Gonzaga

A minha gente... ah, a minha gente!
A minha gente cheira a asfalto,
A minha gente tem gosto de suor, sangue, concreto.
Quem é a minha gente?

A minha gente é aquela que inala fumaça,
A minha gente é aquela que arromba os calos rudes
Debret
com ainda mais trabalho; a minha gente é aquele que por vezes ignorante,
acaba por ser estuprada todos os dias pelas leis inventadas e executadas pelos os “homi” que, escolhidos na maquininha, os representa!


A minha gente? É! Dizem que seus políticos corruptos são imagem exata dela, da minha gente.


Será?
  
Não, seria demais!


Deveras exagerado, mas também sei que minha gente não é nenhuma princesa Cinderela!


Convenhamos que em parte sim, todavia a maior parte se dá pelo fato da ignorância da minha gente e não pelo “jeitinho” de minha gente.
Minha gente acredita nos engodos dos que, prometendo garantir educação, acabam mesmo é por garantir que a mesma sequer esteja na boca de minha gente!

A minha gente... sei que ela é minha gente, não sei se dela sou, não sei se Frei Tito dela, se os Chicos, Mendes e Alencar, são dela, se o Frei Betto dela é. Não sei se o Raoni é da minha gente.
                           Mas a temos com carinho.

Tarsila do Amaral

Eu sei que esta gente, que gentalha não é, portanto gente nobre, apesar de pobre, sim, esta gente que tem gosto de asfalto, que de dia é sorriso e de noite geme alto... que cheira a suor, sangue e concreto, pó da cidade e que a casa não tem teto; que arromba fumaça, que inala seus rudes calos, que estupra a si mesmo e é ignorada... sim, ela é Nossa Gente. 

                                                            Minha Gente!

Lucas Gonzaga

3 Comentários:

sérgio disse...

Que bonito!!!!

Maite Santamarta. disse...

Lucas, adorei o seu texto. O mais doído é saber que não é um poema ficcional e sim a nossa realidade. Espero que vc continue mantendo essa lucidez e indignação para tornar um pouco mais poética a dor de Nosssa Gente.

Preso por fora disse...

Preciso estudar mais, esse saiu saindo. Não seifazer poemas. Os poteas dizem que não tem regras e fazem poemas aos montes. O profossores de literatura dizem que têm regras mas não fazem poesias, rs...

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores


Mais Jogos no Jogos Online Grátis - Jogos de Meninos