Pesquisar este blog

29 de mar de 2011

"Que as minhas vitórias seja a marca da presença de Jesus na minha vida"




O conteúdo é mais importante que o erro de português na frase. Eu a vi no vidro traseiro de um carro e pensei sobre ela.

Ser vitorioso, na verdade, é um discurso vazio (assim como "Jesus te ama", "Deus tem um plano pra sua vida", etc) e precisa ser definido com clareza. Algumas marcas de uma pessoa vitoriosa seriam talvez: nunca ser humilhado em público; ter seus filhos criados dentro da autodenominada igreja; ser promovido no emprego; não ter um filho que tenha um filho antes de se casar; possuir um carro moderno. Sem dúvida o calvinismo, nesse ponto específico(marcas de uma pessoa salva), é predominante nos evangélicos.

O Salmo 1 deve ter ajudado a formar esse pensamento com o seu conhecido "tudo quanto fizer prosperará". Mas o problema é que, mais ou menos 2000 anos depois da Bíblia ter sido escrita, fica difícil sermos fiéis ao texto bíblico e somos sempre fiéis a determinada interpretação do texto bíblico. Por exemplo: quando associamos o que Paulo escreve ao escravo 2000 anos atrás em Efésios ao trabalhador de hoje que mora em Santa Cruz (zona oeste do Rio de Janeiro, Brasil, América do Sul, oeste da Europa); quando não associamos o que Jesus disse a um jovem 2000 anos atrás ("venda tudo que tem, dê aos pobres e me siga") ao cristão de hoje e quando defendemos o dízimo, ordenado no Primeiro(Antigo) Testamento aos judeus numa situação específica para um fim específico, como uma prática para os cristãos hoje; quando falamos que mulher não pode ser pastora, mas contextualizamos para afirmar que mulher não precisa usar véu; quando falamos que existe guerra justa e que, nesse caso, dois homens podem-se matar, mas que dois homens nunca podem-se beijar; enfim, estamos sendo fiéis à interpretação bíblica que mais nos convém- a que não afeta muito nosso jeito de viver.

Voltando à conversa sobre vitória, e incluindo a derrota, a ideia atual que temos sobre conversão (onde teoricamente o indivíduo torna-se salvo) é um caso "derrota-vitória". O sujeito só vivia endividado, era alcoólatra, não conseguia ter uma esposa e agora tem 2 filhos, é empresário bem sucedido, não bebe, não fuma e não dança. A pessoa não sabia nada sobre vida espiritual, vivia em trevas, completamente ignorante sobre Deus e agora é uma página em branco, pronta para receber todas as respostas de todas as perguntas e também um conjunto grande (e massante) de crenças corretas, como o pecado original, a trindade, a morte substitutiva de Jesus ("Jesus morreu em nosso lugar") e a criação do mundo em 6 dias literais. Não há mais espaço pra dúvida e os questionamentos devem ser encarados como ação do diabo. Onde há Deus, há certeza, e mais alguns versículos bíblicos a serviço da teologia do medo e da culpa.

O que pode ser, de fato, marca da presença de Jesus na vida de alguém?

O que não combina, de fato, são essas vitórias pregadas hoje com a vida de Jesus.


Raoni Tenório

0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores


Mais Jogos no Jogos Online Grátis - Jogos de Meninos