Pesquisar este blog

27 de fev de 2011

Os 2 tipos de cristãos



Parafraseando um outro blogueiro, só existem dois tipos de cristãos: os que acreditam na evolução e os que acreditam existir apenas um tipo de cristão.
A mensagem de Jesus foi helenizada e o Credo de Nicéia nasceu. Mais ou menos assim: "Os cristãos verdadeiros crêem assim. Quem não concorda com essas crenças, reveja seus conceitos, porque os teólogos pensaram assim e assim será. Amém." Como se teólogo fosse a expressão máxima(ou única) do discípulo de Jesus.
O 1º parágrafo do texto diz respeito a uma crença fundamental pra quem deseja ser um "bom cristão": acredite na criação. Junte esta crença a outras, tais como: Deus criou a Terra em 6 dias literais; Adão e Eva exisitiram como 2 pessoas; Moisés abriu o Mar Vermelho; Deus fez a órbita da Terra parar; existe(ou não, dependendo da facção cristã da qual você faça parte) o falar em línguas; O pão e o vinho são literal(ou não, dependendo da facção cristã da qual você faça parte) e respectivamente o corpo e o sangue de Cristo e por aí vai. Como se a nossa salvação dependesse destas crenças.
O grande problema do cristianismo é que, em meio a tantas práticas bizarras e anti-Jesus, existe algo que vem de Deus em seu meio, como a mensagem da graça, algumas boas obras, etc. Problema sim, porque, entre os fariseus, também havia algo que vinha de Deus: as citações do Primeiro(que chamamos Antigo) Testamento, as orações, as vestimentas ordenadas pelo próprio Deus a Moisés. E Jesus foi amigo de publicanos e prostitutas; de fariseus, não.
O cristianismo manteve viva a memória do que Jesus fez por nós e aí está o Jung Mo Sung, que não me deixa mentir. Ainda que mal e porcamente, mas manteve.
Justamente por acreditar na mensagem de Jesus, não acredito que a salvação dependa de determinadas crenças corretas. Seus pastores aprenderam determinadas coisas no Seminário e têm medo de passá-las a vocês, porque sabem que, no dia em que vocês também souberem, alguns questionarão tudo e muitos sairão da "igreja". Sairão, porque aprenderam que ser salvo depende de um conjunto grande(e massante) de crenças.
Nada poderia ser mais diabólico: separar Jesus das pessoas por causa de crenças que fazem nenhuma diferença na vida das pessoas.

Raoni Tenório

2 Comentários:

Anônimo disse...

Raoni, duas questões:

! - Seminário forma seminarista e não pastor.

2 - Pastor tornou-se uma "bela" profissão.

Eis a Questão...

Lucas disse...

Anônimo, o problema é que entram pastores e saem formados... deveriam sair pastores-in-formados, mas acredito que nem pastores saem.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores


Mais Jogos no Jogos Online Grátis - Jogos de Meninos