Pesquisar este blog

5 de mar de 2010

Frei Tito - meu herói sem poderes!


“LASCIATE OGNI SPERANZA, VOI CH’ ENTRATE!”

(“deixa toda esperança, ó vós que entrais”- Dante)

São noites de silêncio
Vozes que clamam num espaço infinito
Um silêncio do homem e um silêncio de Deus.
Talvez seja esta voz humana de nosso tempo.
Quem o entende?

E quando fala, o que diz?
Senhor, viveste esta hora junto a teu pai amado.
Para que buscaste esta forma de vida?
Por que oraste? Por acaso não és tu Deus?

Que pedias? Por que não disseste aos teus amigos
teus encontros em noites escuras e de trevas?
Afastado num monte, belo, simples como beleza
tu pedistes a teu pai, a tua paz, o teu sentido

Da tua missão,
Da tua paixão,
Da tua solidão.
Algumas vezes, quando te encontro te vejo só. Incom-
[preendido.

Também abandonado.
Meu pai, meu pai, por que me abandonastes? Senhor,
Será que teu pai te abandonou?
Quanto a mim, estou só. Num mundo, não sei qual
[mundo.


Talvez da incerteza, mas também da Esperança:
de um dia ver-te face a face.
Como gostaria de ver
e de perguntar apenas:
O que queres de mim?

Por acaso, mão me chamaste à vida?
E por que me abandonas?
Ou será que meus ouvidos
já estão surdos a tua voz?
Vozes do silêncio,
Vozes das dores,
De ser diante de mim.

Qual é a palavra do teu silêncio?
O meu, tu bem sabes...
Nem mesmo compreendo.
Não retires de mim o teu Espírito
Nem te afaste de minha face.

Mas eu que te veja!
Mostra-me teu rosto, para que seja um acalento
Um canto de ninar da criança que se entrega
Inteira aos teus braços de consolo e de paz.



0 Comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores


Mais Jogos no Jogos Online Grátis - Jogos de Meninos